PUBLICIDADE
ARTIGO
DIOGENES CARVALHO LIMA
Diogenes Carvalho Lima
DIOGENES LIMA, 53 anos, casado, 2 filhas e 36 anos de carreira. 1º Tenente do Exército Brasileiro, graduado em Administração de Empresas, pós-graduado em Administração Financeira, Gestão de Recursos Humanos, Didática do Ensino Superior, especialista em Supply Chain Management e Governança Corporativa, com diversos cursos e estágios no Brasil e no Exterior. É Conselheiro de Administração Certificado pelo IBGC. Possui elevada capacidade de liderança, trabalho em equipe e desenvolvimento de talentos. Sólidos conhecimentos na Jornada do Cliente, atuando em Vendas, Operações, Compras e Marketing (Inteligência de Mercado e Relacionamento) em empresas de serviços de alimentação, segurança patrimonial e facilities. Participou do Comitê Estratégico de Marketing da AmCham, foi Vice-Presidente Comercial da ABPRH – Associação Brasileira dos Profissionais de RH e Conselheiro do INBRASC – Instituto Brasileiro de Supply Chain. Atualmente é Diretor Comercial e Marketing da Novitá Alimentação Empresarial, Conselheiro da Escola de Negócios (IBRAMERC) da Live University e ABRAFAC – Associação Brasileira de Facilities.
Liderança Inteligente

O ser humano continua sendo o principal diferencial competitivo das organizações, por esta razão devemos investir no potencial das pessoas, buscando despertar nelas mais interesse e motivação pelo trabalho.
Enquanto líderes temos a obrigação de fazer com que nosso pessoal se comprometa com a empresa.

Devemos fazê-los ter orgulho do trabalho e da empresa que pertencem. Eles devem vestir o boné. Os esportes que utilizam boné são os que melhor remuneram seus atletas: Golf, Tênis e Fórmula, risos.
A motivação se dá através do reconhecimento e da valorização, tratando as pessoas com dignidade, respeito e compreensão. Acredite elas não vão te deixar.

Os líderes devem incentivar a criatividade, pois a maior riqueza para uma organização são as pessoas que pensam e compartilham internamente este pensamento, portanto, é vital gerar este tipo de reação.

O objetivo de toda e qualquer empresa é colocar o Cliente no topo para maximizar os resultados, então é necessário que as pessoas estejam em primeiro lugar. A satisfação do Cliente começa com a motivação e engajamento das pessoas, e assim o resultado para o Acionista será uma consequência destas atitudes.
Mesmo tendo a postura acima, o líder precisar identificar as razões das pessoas não estarem dando o seu melhor.

Muitas vezes as pessoas não dão o seu melhor porque não SABEM o suficiente para executar suas habilidades de forma extraordinária; porque não PODEM realizar as tarefas devido as “amarras” burocráticas ou “hierárquicas” existentes na organização ou ainda porque não QUEREM dar o seu melhor.

As 2 primeiras situações estão diretamente ligadas a liderança e cultura da organização, para a última, as razões podem ser as mais variáveis possíveis, mas na maioria das vezes as pessoas não querem, pois não foram envolvidas, comprometidas e motivadas, e essa é uma tarefa do Líder.
Se você quer ser um Líder Inteligente, pense nisso.

Mais artigos
24/06/2020 - 18h45
Lideranças e Organizações “Triple A”
Em consequências as Lideranças e suas Equipes também precisam ser Ágeis, Adaptáveis e Alinhadas, já que estão diretamente vinculadas ao desempenho da Organização e ao...
25/05/2020 - 16h13
10 atitudes necessárias para ser um líder
Relacionamento é considerada a principal competência neste século, logo após impulso para melhorar. A competência interpessoal de relacionamento nos faz aprender a...
Todos os artigos!
PUBLICIDADE
© 2020 YesMarilia - Notícias, entretenimento e prestação de serviços. Todos os direitos reservados